Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

A propósito de coisa nenhuma - Parte 2

 

Sempre pensei que a partir do momento em que um rapaz está apaixonado por uma miúda, que automaticamente, essa miúda iria, invariavelmente, cair aos pés do moçoilo. Bom, a verdade é que essa teoria caiu por terra e não tem nem pés nem cabeça, além de ser algo machista, como se só o homem é que escolhesse. Talvez noutros tempos. Hoje vinha no tram a pensar, mas por que é que nos apaixonamos por um e não pelo outro. Porque se pensarmos bem, os nossos amigos seriam os melhores companheiros, mas há determinadas características que os impede de serem mais do que bons amigos. Defini três factores que me influenciam na hora de me apaixonar. Primeiro: a conversa. Não há volta a dar! Quer elas queiram e eles não, um bom papo é meio caminho para o passo seguinte. Mas, o que é uma boa conversa? Podem ser várias coisas. Mas, há certamente algo que me parece óbvio. É importante, mostrar interesse por aquilo que tenho para dizer. E se me conseguir sacar um sorriso, então, já era! Segundo passo: o beijo. Já devo ter escrito isto, mas volto a sublinhar. Como disse um grande amigo meu, por quem tive uma atracção, “enquanto não o beijares, não sabes se estás apaixonada”. É verdade. O beijo é fundamental. O beijo ou nos deixa derretidas ou então é caso para desistir. Não, não quero colocar a pressão toda no homem, mas um beijo bem dado pode deixar-nos completamente e irremediavelmente apprivoisées. E o que é um beijo bem dado? Ah... aí já é pedir demasiado. Um beijo suave, delicado e claro... que seja roubado! O terceiro factor é o sexo. E quando falo de sexo falo de todas as formas de sexo e intimidade. Por muito que se queira, parece-me quase impossível resistir à tentação, a não ser que sejamos virgens, aí podemos resistir mais. Depois do beijo só queremos é meter as mãos all over. Queremos tocar e tocar e beijar e beijar como se não houvesse amanhã ou depois de amanhã. Depois do primeiro beijo, ficamos à espera da hora em que vamos poder beijar outra vez e tocar e ficar ofegante e rir... rir muito.

sinto-me: apaixonada
pijamense Mata-Hari às 13:37
link do post | mímicar? | favorito
2 comentários:
De sleepy in beijing a 16 de Outubro de 2007 às 16:48
Mas kem é k andaste a beijar e n dizes nada, hein?


De pimbaempemba a 21 de Outubro de 2007 às 08:35
tás apaixonada e não há como negar! e de certeza que o felizardo já passou pelos 3 testes... quem é ele? CONTA!


Novo botão

:À boca da Urna

:Festa Pijama:

Festa onde as pessoas vestidas a rigor, em conjuntos de duas peças - pijamas - são convidados para pernoitar na casa do anfitrião. Os pijamenses terão sempre o 307!

:Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


:posts obviamente censurados

: Cheerleaders do Benfica

: Apaixonada. Apaixonada. A...

: Os meus meninos lindos da...

: Buraka Som Sistema Downun...

: Que se foda o amor!

: É isso Luis! Não desistir...

: Para ti, Luís! Para que n...

: Desta é que vai ser mesmo...

: AH... AH... AH... a hora ...

: The people I've met are t...

: Preciso da vossa AJUDA!!!...

: RESPOSTA à Dona Marta: "T...

: É que não sei mesmo...

: ALL THE SINGLE LADIES!

: Estou triste...

: How to...

: Estou cansada...

: "Que queres que te diga, ...

: PARABÉNS, Luisinho!

: De volta!!!

:Baú do 307

: Junho 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Junho 2008

: Maio 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Fevereiro 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Julho 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

: Fevereiro 2007

: Janeiro 2007

: Dezembro 2006

:Roupa de quarto...

:botões e riscas

: todas as tags

:Liso, estampado ou às riscas??

 

:Pijamenses

:subscrever feeds