Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

Timor-Leste à minha maneira

 

Sem expectativas. Foi sem quaisquer expectativas que cheguei a Timor. Mentira. Tinha uma expectativa, a de amar Timor. Passaram-se 5 dias e ainda não sei se algum dia o vou amar. Perguntam-me o que é que penso do país. Respondo que gosto do que tenho visto, que aliás é o pior que Timor tem para oferecer: Díli. Sinto-me prisioneira. O mesmo sentimento que tive quando estive no Brasil. Prisioneira dentro da própria casa. Fiquei em casa durante um dia e perdi a conta às vezes que olhei para o portão azul, fechado. As paredes gigantes com vidros partidos para impedir que se entre, ou talvez, para impedir que deixemos a nossa caixinha de fósforos. Quero sair. Quero andar pelas ruas com os meus próprios pés. Quero fazê-lo sozinha. Quero pegar num carro e descobrir todos os pequenos tesouros que sei que Timor esconde de mim. Sinto-me triste por saber que esta é, provavelmente, uma oportunidade única e que não a vou aproveitar. Porque esta estupidez de insegurança que todos os dias é publicitada pelas centenas de 4X4 da UN que entopem o trânsito das ruas de Díli, deixa todos paranóicos. Talvez se tivesse sido apedrejada, talvez pensasse o contrário. Mas, o que tenho visto até agora são apenas paranóias de alguém que está à espera que o pior aconteça, ao virar de cada esquina. 

 

Ao virar de cada esquina, o que vejo são sempre sorrisos. De crianças e de adultos. De mulheres e de homens.

pijamense Mata-Hari às 01:18
link do post | mímicar? | favorito
Terça-feira, 23 de Outubro de 2007

Ser ou não ser...

"Eis a questão. Que é mais nobre para a alma: suportar os dardos e arremessos do fado sempre adverso, ou armar-se contra um mar de desventuras e dar-lhes fim tentando resistir-lhes? Morrer... dormir... mais nada... Imaginar que um sono põe remate aos sofrimentos do coração e aos golpes infinitos que constituem a natural herança da carne, é solução para almejar-se. Morrer.., dormir... dormir... Talvez sonhar... É aí que bate o ponto. O não sabermos que sonhos poderá trazer o sono da morte, quando alfim desenrolarmos toda a meada mortal, nos põe suspensos. É essa idéia que torna verdadeira calamidade a vida assim tão longa! Pois quem suportaria o escárnio e os golpes do mundo, as injustiças dos mais fortes, os maus-tratos dos tolos, a agonia do amor não retribuído, as leis amorosas, a implicância dos chefes e o desprezo da inépcia contra o mérito paciente, se estivesse em suas mãos obter sossego com um punhal? Que fardos levaria nesta vida cansada, a suar, gemendo, se não por temer algo após a morte - terra desconhecida de cujo âmbito jamais ninguém voltou - que nos inibe a vontade, fazendo que aceitemos os males conhecidos, sem buscarmos refúgio noutros males ignorados? De todos faz covardes a consciência. Desta arte o natural frescor de nossa resolução definha sob a máscara do pensamento, e empresas momentosas se desviam da meta diante dessas reflexões, e até o nome de acção perdem."

Hamlet by Shakespear

Para ti Espuminha... em homenagem às longas noites que passamos online vidrados um no outro!

música: Amor I love you by Marisa Monte
botões e riscas:
pijamense Vlada às 22:39
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito

QUEBREM-ME O CORAÇÃO!

 

Anúncio comunitário:

 

"Mulher de 28 anos, solteira e feliz, precisa URGENTEMENTE de jovem do sexo MASCULINO - entre os 23 e os 27 anos - self-centered e cruel, que lhe quebre o coração e lhe desbloqueie o processo narrativo."

pijamense Mata-Hari às 16:07
link do post | mímicar? | mímicas (2) | favorito

A propósito de coisa nenhuma - Parte 3

  

Os homens deixaram de sentir tesão. Definitivamente eles são tudo menos sexuais. A piada que ouvi no outro dia sobre a mulher dizer “hoje não, querido, dói-me a cabeça” não passa de uma ficção construída por aqueles que querem impedir que a próxima “etiqueta” masculina seja o non-sexual. O sexo é um outro mito construído pelos homens para se sentirem bem entre eles. Certamente ninguém vai negar que as mulheres gostam tanto de sexo quanto os homens. Mas, certamente alguém vai tentar negar o que vou dizer. As mulheres gostam mais de sexo que os homens e não tenho quaisquer dúvidas quanto a isso. Não fiz qualquer estudo e a amostra que tenho não é significativa, mas continuo a afirmar que nós gostamos mais de sexo do que vocês. Provas? Nunca me doeu a cabeça, já quanto aos meus parceiros a desculpa foi “estou muito cansado”. Será pedir muito ter sexo uma vez por dia? E depois há a questão de os homens terem medo de mulheres que gostam de sexo, como se fossem ninfomaníacas. Percebe-se porquê. O último bastião do poder masculino, leia-se o quarto, está a ser conquistado pelo IN, leia-se as mulheres.

 

 

*qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

 

 

sinto-me:
pijamense Mata-Hari às 15:27
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito
Domingo, 21 de Outubro de 2007

Quis saber quem sou… o que faço aqui….

Pimba num iate na Baía de Pemba - Outubro de 2007

Confesso o tremelico nos gémeos, as mãos suadas e os dedos hesitantes antes de clicar no botão que me diria que tipo de pessoa sou… o coração bateu mais forte enquanto a minha lenta ligação dial-up processava o pedido... paúra… e eis que: boa notícia é: SOU UMA CARRIE!

 

E como sabem depois de experimentar não se quer outra coisa, pelo que decidi alinhar nos restantes testes sugeridos pelo site! Anos e euros de terapia para afinal descobrir que:

 

- Os meus beijos são tímidos: Quando chega a altura de beijar, os seus nervos tomam conta de si e isso nota-se. Porém, tem algum requinte e o pânico inicial dá lugar a um coração a bater depressa mas por bons motivos.

 

- Se eu fosse um hit dos anos 80, seria o “Too Shy” dos Kajagoogoo (1983): O seu objectivo é passar despercebido. Se olham para si, fica em pânico. Se falam consigo, fica automaticamente sem palavras. Você tem um lado sensível e altamente interessante mas que dificilmente consegue partilhar com os outros.

 

- Se eu fosse uma gelado, seria de baunilha: Quem o conhece mal, pode injustamente colar-lhe a etiqueta de “banal”. Nada mais injusto: as aparências iludem! Além de ser alguém muito dado aos amigos, você só passa por pãozinho sem sal para quem não conhece bem a peça...

 

- Se eu fosse uma cena romântica de um filme seria a Declaração de Di Caprio em “Titanic”: Quando se apaixona, você torna-se disposto a tudo pela outra pessoa – incluindo grandes sacrifícios. É mesmo capaz de anular as suas vontades  só para dar o melhor à pessoa amada.

 

- O meu melhor lugar para amar é numa Tenda de Campismo: Você gosta de introduzir alguma aventura na sua vida sexual para apimentar as coisas, mas evita ser exibicionista. A sua vida íntima é privada e só lhe diz respeito a si – tem tudo de ser devidamente escondido.

 

Ok, ok… não batam mais no ceguinho… mais valia dizer que sou uma espécie de Floribela… seca pá… pelo menos fica a curiosidade sobre tudo o que posso fazer acontecer dentro de tenda… e alguma expectativa sobre o próximo mês que vou passar a acampar nos lugares mais recônditos e fascinantes da Mãe África!

 

E como compensação serve saber que:

 

- Vou ficar milionária no espaço de um ano: Fazer dinheiro está-lhe no sangue e o mundo de iates à Abramovich com o qual sonha está quase aí. Tenha só o cuidado de se lembrar que há vida para além de tomar banhos de notas na sua Caixa Forte.

sinto-me: milionária!
música: Ice Cream.. I scream... We all scream for ice cream!
pijamense pimbaempemba às 09:55
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Brasov...

Lá em cima... há planetas sem fim...

Lá em cima...

sinto-me: com o bicho do viajante
botões e riscas: , ,
pijamense Vlada às 14:33
link do post | mímicar? | favorito
Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

Olha-me esta...

 

 

 

 

Para kem pensava k lhe ia calhar uma Carrie...

sinto-me: admirada!
pijamense sleepy in beijing às 04:31
link do post | mímicar? | mímicas (4) | favorito
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

GIRLFRIENDS!!!!

Lembram-se da sondagem?! Lembram-se do resultado? Pois é... descubram então quem é a Charlotte!

 

 

 

 

Você é Carrie:
Você até é muito descontraída e divertida, mas no que diz respeito às relações gosta de sentir compromisso e seriedade. Ainda pensa muito no passado e isso impede-a de andar para a frente. É inteligente mas deixa-se levar pelo coração.

 

 

 

pijamense Mata-Hari às 15:13
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito

A propósito de coisa nenhuma - Parte 2

 

Sempre pensei que a partir do momento em que um rapaz está apaixonado por uma miúda, que automaticamente, essa miúda iria, invariavelmente, cair aos pés do moçoilo. Bom, a verdade é que essa teoria caiu por terra e não tem nem pés nem cabeça, além de ser algo machista, como se só o homem é que escolhesse. Talvez noutros tempos. Hoje vinha no tram a pensar, mas por que é que nos apaixonamos por um e não pelo outro. Porque se pensarmos bem, os nossos amigos seriam os melhores companheiros, mas há determinadas características que os impede de serem mais do que bons amigos. Defini três factores que me influenciam na hora de me apaixonar. Primeiro: a conversa. Não há volta a dar! Quer elas queiram e eles não, um bom papo é meio caminho para o passo seguinte. Mas, o que é uma boa conversa? Podem ser várias coisas. Mas, há certamente algo que me parece óbvio. É importante, mostrar interesse por aquilo que tenho para dizer. E se me conseguir sacar um sorriso, então, já era! Segundo passo: o beijo. Já devo ter escrito isto, mas volto a sublinhar. Como disse um grande amigo meu, por quem tive uma atracção, “enquanto não o beijares, não sabes se estás apaixonada”. É verdade. O beijo é fundamental. O beijo ou nos deixa derretidas ou então é caso para desistir. Não, não quero colocar a pressão toda no homem, mas um beijo bem dado pode deixar-nos completamente e irremediavelmente apprivoisées. E o que é um beijo bem dado? Ah... aí já é pedir demasiado. Um beijo suave, delicado e claro... que seja roubado! O terceiro factor é o sexo. E quando falo de sexo falo de todas as formas de sexo e intimidade. Por muito que se queira, parece-me quase impossível resistir à tentação, a não ser que sejamos virgens, aí podemos resistir mais. Depois do beijo só queremos é meter as mãos all over. Queremos tocar e tocar e beijar e beijar como se não houvesse amanhã ou depois de amanhã. Depois do primeiro beijo, ficamos à espera da hora em que vamos poder beijar outra vez e tocar e ficar ofegante e rir... rir muito.

sinto-me: apaixonada
pijamense Mata-Hari às 13:37
link do post | mímicar? | mímicas (2) | favorito

:Festa Pijama:

Festa onde as pessoas vestidas a rigor, em conjuntos de duas peças - pijamas - são convidados para pernoitar na casa do anfitrião. Os pijamenses terão sempre o 307!

:Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


:posts obviamente censurados

: Cheerleaders do Benfica

: Apaixonada. Apaixonada. A...

: Os meus meninos lindos da...

: Buraka Som Sistema Downun...

: Que se foda o amor!

: É isso Luis! Não desistir...

: Para ti, Luís! Para que n...

: Desta é que vai ser mesmo...

: AH... AH... AH... a hora ...

: The people I've met are t...

: Preciso da vossa AJUDA!!!...

: RESPOSTA à Dona Marta: "T...

: É que não sei mesmo...

: ALL THE SINGLE LADIES!

: Estou triste...

: How to...

: Estou cansada...

: "Que queres que te diga, ...

: PARABÉNS, Luisinho!

: De volta!!!

:Baú do 307

: Junho 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Junho 2008

: Maio 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Fevereiro 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Julho 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

: Fevereiro 2007

: Janeiro 2007

: Dezembro 2006

:Roupa de quarto...

:botões e riscas

: todas as tags

:Liso, estampado ou às riscas??

 

:Pijamenses

:subscrever feeds