Terça-feira, 24 de Abril de 2007

The Aussie way

Eh pá... isto de colocar fotos neste blog deixa-me doente. Mas, de resto está tudo bem. Porque o Lionel pediu muito notícias minhas aqui vai algo sobre Melbourne.

 

1 - Os pensos higiénicos são uma verdadeira desgraça. Se quiserem contribuir para a minha felicidade enviem-me Evax, normais, com alas. Comprei todas as marcas existentes no mercado e nada. Todos prometem ser tão finos e absorventes que ninguém os vai sentir. Por favor... Evax... explorem o mercado australiano! Em vez de serem prestáveis, não, os pensos higiénicos trazem frases magníficas acerca de factos que não lembram nem ao diabo. Senão, vejamos:

        - It takes a week to make jelly beans.

        - Tequilla is made from the juice of the agave.

        - Nevada and Camberra are varieties of cauliflower.

        - Men sweat approximately 40% more than women.

        - Dendrophobia is the fear of trees.

        - Gynophobia is the fear of women.

        - The sound a camel makes is called nuzzling.

        - Hard-boiled eggs will spin. Uncooked or soft -boiled eggs will not.

 

Coisas assim, magníficas, que nos transportam para a cadeira do UM CONTRA TODOS.

 

2- Há coisas magníficas como ver um pai com cerca de 30 anos, a fazer compras no supermecado com o bebé de seis meses ao colo, naquelas cadeirinhas que se usam agarradas às costas e que deixam o bebé à nossa frente. É algo lindo de ver. Vocês sabem que nenhuma mulher resiste a um homem com uma criança, certo? Bom... quase... porque quando ele entrou no eléctrico eu percebi por que é que são sempre as mulheres que ficam com a custódia das crianças. Como é que ele não percebe que uma bebé de seis meses ainda mal pode com a cabeça. Ele fez um movimento tão brusco que atirou a bebé contra o vidro! Que idiota! Ainda por cima, com aquele balanço todo do eléctrico, ele colocou a mão da bebé no poste pra supostamente ela se segurar, sem perceber que à minima travagem a bebé ia dar com a cara no poste!!! Se calhar sou eu que sou demasiado protectora.

 

3- Uma outra peculiaridade (ou talvez eu é que estou fora das novidades do azeite). Já é normal ver azeite em lata. Mas azeite em spray?!?! Algumas vez viram? Vcs os italianos já viram? Azeite, como se fosse desodorisante ou laca!!! É impressionante.

 

4- O edifício onde trabalho é magnífico, uma obra de arte contemporânea extraordinária, mas agora expliquem a um passarinho como é que se sai de dentro dessa obra magnífica. Há um mês que um passarinho entrou na redacção da SBS e não mais saiu de lá... de vez em quando lá anda ele a exercitar os seus planos de voo... a fazer voos rasantes... eu só peço: Soltem o passarinho!

 

5- E agora a minha contribuição religiosa. Sim, admito, o Luís não é o único a ir à missa. Há dois domingos consecutivos que acompanho a minha flatmate à igreja católica de Melbourne. Chego lá, fico de pé encostada aos confessionários (a imaginar o que poderia fazer... bom... a rezar...) e a observar tudo o que se passa. Reparo que a igeja está sempre cheia, com jovens, maioritariamente católicos asiáticos (aqui os católicos são minoria) e que tal como em praticamente todas as igrejas católicas a missa é uma seca. Bom, para mim é mais animada porque é em inglês, sempre dá pra ficar acordada a tentar perceber o que eles dizem. Mas o mais interessante é isto. Quando chega a hora do peditório. TODOS dão dinheiro... eu fui a ÙNICA que não meteu a mão ao bolso... São precisas 6 pessoas para recolher o dinheiro. Outra coisa é a comunhão. Chegam umas óstias gigantes, o padre parte-as e depois toda a gente... TODOS mesmo vão buscar a óstia, mas eu fico doida da forma como o fazem. Tudo super organizado. Não há esta de ir a correr pra ver quem chega primeiro. Nada disso. Começam na primeira fila.... depois a segunda... a terceira... e por aí fora... é impressionante! Mais uma vez eu fui a ÚNICA a não receber o corpo de Cristo.

 

Fico por aqui que já está comprido.... de qualquer forma, fui a um parque natural onde se faz safari ver girafas, rinocerontes, zebras, leões, hipopótamos, camelos... assim uns animais normais que encontramos aqui na Austrália.... mas o mais engraçado é que encontrei uns cangurus... que bichos mais envergonhados!!! Medo mesmo só dos Emus... ou das Emus... sei lá... só sei que elas vieram a correr na minha direcção e eu gelei! Se querem ver fotos, vão ao meu HI5...

 

beijos e até à próxima!

 

Cheers

 

PS: Já sei que ficaram desiludidas, as miúdas.... não se preocupem que a minha pesquisa quanto aos espécimens masculinos está bem encaminhada e logo, logo, apresentarei os resultados.

 

pijamense Mata-Hari às 15:37
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito
Sexta-feira, 20 de Abril de 2007

...

 


Quanto de ti, amor, me possuiu no abraço
em que de penetrar-te me senti perdido
no ter-te para sempre -
Quanto de ter-te me possui em tudo
o que eu deseje ou veja não pensando em ti
no abraço a que me entrego -
Quanto de entrega é como um rosto aberto,
sem olhos e sem boca, só expressão dorida
de quem é como a morte -
Quanto de morte recebi de ti,
na pura perda de possuir-te em vão
de amor que nos traiu -
Quanta traição existe em possuir-se a gente
sem conhecer que o corpo não conhece
mais que o sentir-se noutro -
Quanto sentir-te e me sentires não foi
senão o encontro eterno que nenhuma imagem
jamais separará -
Quanto de separados viveremos noutros
esse momento que nos mata para
quem não nos seja e só -
Quanto de solidão é este estar-se em tudo
como na ausência indestrutível que
nos faz ser um no outro -
Quanto de ser-se ou se não ser o outro
é para sempre a única certeza
que nos confina em vida -
Quanto de vida consumimos pura
no horror e na miséria de, possuindo, sermos
a terra que outros pisam -
Oh meu amor, de ti, por ti, e para ti,
recebo gratamente como se recebe
não a morte ou a vida, mas a descoberta
de nada haver onde um de nós não esteja.
Jorge de Sena,
in Visão perpétua

 

 

 

Não gosto de poemas... não é que não goste, não tenho muita sensibilidade para entender algo tão íntimo e tão único. Por isso raramente leio poemas e só escrevi um (escusado será dizer que foi quando era chavalinha e estava apaixonada por um cabrão qualquer!), mas, de vez em quando gosto de me surpreender com a poesia. E, muito raramente, há um poema que me toca.  Era só.

pijamense Mata-Hari às 13:57
link do post | mímicar? | favorito
Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Vendetta!

Caríssimos, chegou a hora de pôr em pratica a tão conhecida arte italiana da Vendetta.

E passo a citar a Wikipedia (que tanto jeito faz, às vezes) para explicar melhor este conceito tão interessante: originalmente surgiu do confronto entre duas famílias, numa sociedade onde a Lei não é autoridade, e assumia na maioria das vezes verdadeiros banhos de sangue, numa escalada “olho por olho, dente por dente” até à morte de todos os elementos das famílias.

Porque Vendetta? Porque fui publicamente maltratado aqui no blog. Eu, um rapaz que aprecia o sexo oposto em todas as suas dimensões (espiritual, carnal, emocional, sexual, carnal, sexual,....), jamais poderei alguma vez me dedicar somente ao Altíssimo. Só na eventualidade de alguém me provar que é mais fácil engatar ragazze assim.

Mas não há problema. Já falei com uns amigos napolitanos e sicilianos e eles estão a tratar do assunto. Na Roménia, serão contratados uns ciganotes romenos para arrumar com a Ana (aqui em Roma não faltam ciganos para estabelecer a ligação). Na Áustria, existe uma ramificação das irmandades napolitana e siciliana. Por isso, nem o Sísifo se safa. Quanto ao Paulo, é fácil. Frascati não fica longe.

E por falar em Paulo, posso dizer-vos que o Paulo deve ser holográfico ou fruto de tecnologia informática. Aparece poucas vezes e parte delas via net. Mas parece isso deve ser comum a alguns coimbrenses.

Quanto aos restantes ilustres membros do blog podem ficar seguros que até a eles posso “chegar”. Imigrantes italianos não faltam por esse mundo fora.
pijamense luiginero às 19:37
link do post | mímicar? | mímicas (4) | favorito

...

O amor é o amor - e depois?!

Vamos ficar os dois

a imaginar, a imaginar?...

 

O meu peito contra o teu peito,

cortando o mar, cortando o ar.

Num leito,

há todo o espaço para amar!

 

Na nossa carne estamos

sem destino, sem medo, sem pudor,

e trocamos - somos um? Somos dois?

Espírito e calor!

 

O amor é o amor - e depois?!

 

Alexandre O'Neill, dedicado aos apaixonados

pijamense Mata-Hari às 14:21
link do post | mímicar? | favorito
Quinta-feira, 5 de Abril de 2007

PORRA!!!!

Só me apetece dizer palavrões!!!! Ainda estou a tremer.... vocês não imaginam a pilha de nervos com que estava... acabei de ler o noticiário, pela primeira vez e foi .... meu deus! A minha boca estava tão seca... e eu até podia beber água, mas era capaz de dar um arroto live on air!!! Mas foi muito fixe... porque basicamente em termos de rádio não sei o que estou a fazer, por isso, siga... em frente é que é o caminho. E depois a minha boss é simplesmente fenomenal... deu-me logo o microfone no primeiro dia... eles são doidos! Não sabem que vão criar um monstro!!! Eu ainda vou falar sobre sexo neste programa, escutem o que vos digo! Bom... quanto à Páscoa... acho que aqui só mesmo ovos de chocolate... o cadbury está all around us... acho que também vão à igreja... eu acho que vou ter um churrasco... mas acho que não beijam a cruz... em Braga ainda beijamos... bom... os que gostam de beijar o pé do JC, depois de contaminado por milhares de bactérias. Meus amores... é bom aprender algo novo. É bom ter desafios e é bom errar... Mil beijos a todos os pijamenses, menos a um. Para esse, um beijo na boca. ;-)
pijamense Mata-Hari às 03:38
link do post | mímicar? | mímicas (1) | favorito
Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Páscoa - Pasti (pachti) - Easter - Ostern - Pasqua

Queridos Pijamenses...

A Páscoa está à porta e eu sem amêndoas... nem de chocolate nem de licor... mas eu espero pacientemente e elas chegam na semana a seguir à Páscoa .

 

Na Roménia não se comem amêndoas (excepto em forma de fruto seco), a tradição é comerem:

  • cozonac esponjoso,

  • ovos e coelhos de chocolate da Heidi,

  • drob's,

  • e borrego...

O cozonac vou experimentar  (já está ali no saco das compras e tudo)... os ovos ou coelho de chocolate talvez... agora o drob e o borrego... acho que não! O Drob é feito com fígado, ovo cozido e ervas numa espécie de paté e o borrego, só o que a minha avózinha faz...

 

Num espírito de partilhar tradições, receitas e emoções... escrevam também vocês sobre a Páscoa no país em que se encontram... Fico à espera



sinto-me: Expectante
botões e riscas: ,
pijamense Vlada às 10:08
link do post | mímicar? | favorito

:À boca da Urna

:Festa Pijama:

Festa onde as pessoas vestidas a rigor, em conjuntos de duas peças - pijamas - são convidados para pernoitar na casa do anfitrião. Os pijamenses terão sempre o 307!

:Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


:posts obviamente censurados

: Cheerleaders do Benfica

: Apaixonada. Apaixonada. A...

: Os meus meninos lindos da...

: Buraka Som Sistema Downun...

: Que se foda o amor!

: É isso Luis! Não desistir...

: Para ti, Luís! Para que n...

: Desta é que vai ser mesmo...

: AH... AH... AH... a hora ...

: The people I've met are t...

: Preciso da vossa AJUDA!!!...

: RESPOSTA à Dona Marta: "T...

: É que não sei mesmo...

: ALL THE SINGLE LADIES!

: Estou triste...

: How to...

: Estou cansada...

: "Que queres que te diga, ...

: PARABÉNS, Luisinho!

: De volta!!!

:Baú do 307

: Junho 2009

: Março 2009

: Fevereiro 2009

: Janeiro 2009

: Dezembro 2008

: Novembro 2008

: Outubro 2008

: Setembro 2008

: Agosto 2008

: Julho 2008

: Junho 2008

: Maio 2008

: Abril 2008

: Março 2008

: Fevereiro 2008

: Janeiro 2008

: Dezembro 2007

: Novembro 2007

: Outubro 2007

: Setembro 2007

: Agosto 2007

: Julho 2007

: Junho 2007

: Maio 2007

: Abril 2007

: Março 2007

: Fevereiro 2007

: Janeiro 2007

: Dezembro 2006

:Roupa de quarto...

:botões e riscas

: todas as tags

:Liso, estampado ou às riscas??

 

:Pijamenses

:subscrever feeds